Image1

Fibromialgia

O que é a fibromialgia?
A fibromialgia é uma condição marcada por dor difusa e crônica associada a múltiplos sintomas. A dor pode ser de leve a intensa e se comportar de forma intermitente, com períodos de  melhora e piora. São eles fadiga, distúrbios do sono como insônia, dificuldade de atenção e de memória e depressão.
O termo “fibromialgia”, é relativamente novo e foi cunhado por Smythe e Moldofsky na década de 70. No entanto, em 1904 já havia sido descrita, quando era chamada de fibrosite.
Outro marco na história da fibromialgia é o desenvolvimento dos Critérios de Clasificação do Colégio Americano de Reumatologia (American College of Rheumatology – ACR). Os critérios levam em consideração a presença de 18 pontos dolorosos dos quais 11 são positivos. O paciente também deve ter dor difusa crônica não atribuível a outra doença. Cabe lembra que os critérios não são obrigatórios para o diagnóstico e que foram criados para facilitar e padronizar o diagnóstico de fibromialgia para fins de pesquisa.

A doença pode deformar?
Não. A fibromialgia cursa com dor mas não leva a deformação daqueles que a sofrem. Também não oferece risco a vida dos pacientes portadores da doença.

Quais são as pessoas que desenvolvem a fibromialgia?
A fibromialgia afeta de 2 a 4% da população mundial. Afeta principalmente pessoas entre os 20 e 60 anos de vida. Cerca de 80% dos indivíduos afetados são do sexo feminino.

Por que a fibromialgia acontece?
Sabe –se que fatores genéticos estão envolvidos, pois familiares de segundo grau tem até 8 vezes mais chances de desenvolver a fibromialgia. Fatores externos como trauma (por exemplo, acidente de carro), infecções ou mesmo estresse emocional podem estar envolvidos.

Quais são os tratamentos não medicamentosos?
São tratamentos com forte evidência de benefício:
 - Exercícios cardiovasculares – são parte importantíssima do tratamento
 - Terapia cognitivocomportamental
 - Terapia multidisciplinar
Modesta evidência de benefício:
 - Exercícios para hipertrofia muscular (ex. musculação)
 - Biofeedback

Quais são os tratamentos medicamentosos?
Os tratamentos medicamentosos são baseados em antidepressivos, relaxantes musculares, anticonvulsivantes e analgésicos.
Segundo o Consenso Brasileiro de Fibromialgia (2010), são medicações recomendadas amitriptilina, nortriptilina e entre os relaxantes musculares, a ciclobenzaprina. A fluoxetina, duloxetina e o milnaciprano podem reduzir a dor. foram recomendados por reduzirem a dor e frequentemente melhorarem a capacidade funcional dos pacientes com fibromialgia. Analgésicos comuns como paracetamol e os opiáceos leves como o tramadol também podem ser considerados.
Dentre os anticonvulsivantes, a gabapentina e a pregabalina foram recomendadas. O uso de benzodiazepínicos (como clonazepam, alprazolan, bromazepam...) não está indicado.

Contatos

Brasilia Medical Center -  (61) 4141-1321 - 98671-0113 - 99582-3557 - 99835-1214 Leia Mais